22 de outubro de 2012

Arrow a série do Arqueiro Verde


Conseguir emplacar uma série de TV nos EUA não é uma tarefa fácil. Se aqui no Brasil o lance é novela, lá nos EUA o grande lance são as séries. Um número absurdo é lançado anualmente, assim como no Brasil vomitam novelas todos os meses e em todos os canais.
Encontrar uma série diferente não é tarefa fácil. A Warner estava meio órfã desde que encerrou Smallville. Precisava de um substituto à altura. Testou a Mulher-Maravilha, chegou a gravar um piloto, mas não rendeu. Ficou no meio do caminho. Testou vários roteiros (entre eles um que contaria a história dos pais do primeiro Robin, Dick Grayson) e finalmente chegou ao Arqueiro Verde.
A série estreou há três semanas, está no terceiro episódio, e com bons números de audiência em todo o mundo. O que significa que uma segunda temporada sobre a saga de Oliver Queen é quase certa. Mas... como não poderia deixar de ser, os executivos acabam ficando muito empolgados com os primeiros resultados e começam a cometer exageros/erros. Hoje consegui ver os dois primeiros episódios e gostei bastante. Porém, já fiquei meio preocupado com as declarações dos produtores da série que prometem uma “invasão” dos personagens da DC Comics no seriado.
Ter vários personagens da DC dentro da série, até seria bom, mas quando me lembro da quantidade de personagens que foi jogada pra dentro de Smallville sem o menor critério, começo a ficar com medo.
Eu já observei que a série do Arqueiro Verde terá a participação do Pistoleiro, Exterminador e da Caçadora. Estararia tudo ótimo, mas nenhum dos três faz parte do núcleo do Arqueiro Verde nos quadrinhos. É muito legal ver todos eles em ação, mas eles não fazem parte da história original do personagem. Se em algum momento, por exemplo, fizerem um filme, ou série, dos Novos Titãs, o Exterminador, personagem fundamental para a cronologia dos Titãs, já estaria comprometido com a série do Arqueiro.
Os produtores disseram que “vão tentar colocar os personagens com critério e com cautela”. Embora eu esteja vibrando com a qualidade da série e com a aparição de alguns personagens, temo que eles fiquem banalizados e percam muito do seu brilho com essas incursões ao seriado.

O que espero sinceramente, é que Arrow seja um sucesso. O presonagem merece e tem uma história rica o bastante para render umas dez temporadas. Basta a turma que usa terno e gravata e parece que não lê mais quadrinhos não se empolgue demais.

2 comentários :

PRMoSA disse...

Ae! Finalmente viu! Vi na página da série no facebook q os homens da gravata já encomendaram mais 9 episódios, acho que para a 1ª temporada ainda pelo que entendi. Poderia comentar mtas coisas mas teriam mto spoilers e não é recomendável aqui. Recomendo a todos que assistam.

PRMoSA disse...

Uma coisa alias eu acho que posso comentar sem medo, a não ser o meu próprio sobre o assunto. Não acha que esse Oliver Queen está um tanto "Bruce Waynezado"??? Dou um desconto que na série ele perde o pai de forma trágica e talz mas gostaria de esperar por um Queen mais mordaz, satírico tal como nos quadrinhos. Até quando lançaram a série tb lançaram o clipe do Arqueiro Verde no jogo Injustice e lá o personagem mostra que sua lingua também é tão afiada quanto suas flechas.