20 de novembro de 2010

Sra. Alan Moore na RioComicon

Melinda desenhando para mais um fã
Melinda Geebie não é só uma artista extraordinária e carismática, ela é esposa de Alan Moore, o mito! A lenda! A sua presença na RioComicon foi uma grata satisfação, em grande parte pela sua simpatia e pelas histórias contadas entre os debates e nos bate papos com o público.
Difícil desassociar Melinda de Moore, impossível não olhar para aquela senhora de cabelos desgrenhados e não imaginá-la às turras com uma das mentes mais brilhantes do planeta. Melinda tem como uma de suas principais obras, o livro/revista Lost Girls. Um épico dos quadrinhos eróticos, escrita por Moore e desenhada por ela. No inicio não estava à venda na Livraria da Travessa, um dos maiores stands da RioComicon, mas era possível ver, logo depois, ver vários exemplares nas mãos dos fãs.
Não é difícil entender por que Lost Girls fez tanto sucesso. Na obra, Wendy (Peter Pan), Dorothy (O Mágico de Oz) e Alice (...no País das Maravilhas) já são adultas e vivem tórridas experiências sexuais. O livro catapultou a carreira de Melinda e solidificou ainda mais a de Moore. Longe do formato dos quadrinhos, Moore se mostrou em Lost Girls um escritor surpreendente. 
Melinda falou um pouco sobre Moore, e sobre o trabalho de Lost Girls. Autografou e fez rascunhos belíssimos até em guardanapos. Foi a responsável por uma das mairoes filas para autógrafos da RioComicon e, pacientemente, atendeu a todos os fãs, dela e de Moore.
Difícil ver uma mulher desenhando, e sendo respeitada nesse meio. A maioria, como em qualquer lugar dominado por homens, precisa matar um leão por dia para mostrar o seu valor. Geebie conseguiria mesmo se não fosse casada com Moore, pois a sua obra fala por ela.

1 comentários :

PRMoSA disse...

Tenho Lost Girls mas ainda não li, por incrível que pareça. Vou caçar no meu HD depois para ver se ainda encontro.