26 de abril de 2008

Mary Jane e Peter Parker


Poucos têm conhecimento do que acontece no mundo dos quadrinhos e poucios seguem a cronologia das histórias, que nunca deixaram de ser publicadas desde a década de 60. Portanto, embora o tempo nos quadrinhos não seja exatamente igual ao nosso, algumas coisas já aconteceram e quase ninguém se deu conta disso.
Desde que Stan Lee e Jack Kirby em 1963, revolucionaram os personagens da Marvel Comics, a vida nos quadrinhos acontece de uma jeito muito parecido com o “mundo real”. Um bom exemplo é o Homem-Aranha. O “Amigão da vizinhança” começou como um estudante franzino que era apaixonado por sua amiga de infância. Ganhou super-poderes, conquistou o corção de sua amada, Mary Jane, mas o caso sempre foi mal resolvido. Os dois terminaram e voltaram o relacionamento centenas de vezes, como todo casal normal.
Mas como as únicas referências do cidadão comum (o cidadão que não acompanha as histórias em quadrinhos) são os filmes e os desenhos animados, que fogem bastante da cronologia original (e oficial), o Homem-Aranha ainda está com uma espécie de “chove-não-molha” com Mary Jane, isso nos cinemas e nos desenhos. Por que nos quadrinhos a história é outra.
O sr. Peter Parker já não faz mais fotos para o Clarim Diário. Fotografa por hobby e só quando precisa de uma grana extra. O Sr. J.J.Jameson não trata Parker como um verme como nos seus primeiros dias de fotógrafo e Parker agora é um respeitado professor. Mary Jane agora é a Sra. Parker por que os dois se casaram. Isso mesmo! Os dois casaram em uma igreja, ela de véu e grinalda e Peter Parker de terno e gravata.
Se você imaginava que os personagens não envelheciam nos quadrinhos ou tinham a vida estagnada se enganou. O sucesso de Peter Parker e Mary Jane é tão grande que os dois ganharam revistas próprias. A revista Peter Parker foi cancelada recentemente, mas fez um enorme sucesso durante anos. Agora é a vez de uma revista que é voltada para o relacionamento de Mary Jane e Peter: Spider Man Loves Mary Jane, algo como “O Homem-Aranha ama Mary Jane”. Tudo para ganhar a “adesão” dos adolescentes, público cada vez mais distante dos quadrinhos e para mostrar que dentro dos “gibis” a vida segue.

1 comentários :

mya disse...

e aí peixoto..na verdade eu não leio muitos quadrinhos memso por não saber por onde começar.. extaqmente por ver a evolução dos personagens e pegar a história no meio do caminho...
se essa questão naum for extremamente estupida vc poderia dar umas dicas aí como é que alguém começa a ler quadrinhos
beijos.