13 de maio de 2012

A nova Lady Fantasma... Lady quem?

A DC Comics continua o seu reboot muito feliz e encarando a concorrência. Nem todas as novas revistas da DC (The New 52) foram lançadas nos EUA e a cada semana novos personagens são inseridos no universo "remodelado" da editora. Uma infinidade de personagens ainda não apareceu e você com certeza vai se perguntar sobre este ou aquele herói, ou vilão, que você viu em uma revista velha e que de repente sumiu.

Na última semana a DC Comics resolveu recolocar em suas fileiras a Lady Fantasma. Ahhh... a Lady Fantasma... a moça é mais uma personagem secundária. Está (ou estava) na Série B dos super-heróis, mas joga no mesmo time da Donna Troy, Poderosa e Hera Venenosa: usa pouca roupa e é muito gostosa. Só que os cuecas de plantão não devem se animar. A nova versão da Lady Fantasma tem mais roupa do que a versão original. Apesar de eu gostar da versão antiga, a nova está mais legal e mais dentro da realidade. Afinal de contas não tem como lutar contra ninguém vestindo as roupas que a Lady Fantasma usava antes (olha o modelito aí do lado).
O título foi escrito por Justin Gray e Jimmy Palmiotti e ilustrada por Cat Staggs e Perotta Rich. Uma série de quatro partes será colocada à venda. Se as coisas funcionarem, essa série vai ganhar mais alguns números. A DC Comics está vendendo as aventuras da Lady Fantasma como uma heroína que luta pelos direitos femininos e terá como parceiro o Homem-Boneco - que também foi remodelado -, esse um herói da Série C, que foi resgatado para atuar ao lado da moça.
Para quem não se lembra, ou não sabe quem é a Lady Fantasma, a moça foi membro do grupo Combatentes da Liberdade, criado durante a Segunda Guerra Mundial e que fez pouco sucesso por aqui. Lady Fantasma não tinha poderes, mas utilizava o raio blecaute, que caregava em duas pistolas. O raio cegava temporariamente seus oponentes ou a tornava invisível e etérea, também temporariamente. Exímia lutadora, Lady Fantasma possuía óculos especiais para prevenir os efeitos do raio. Sem a máscara e o uniforme (uniforme?!?!) a moça era uma conhecida dondoca da sociedade chamada Sandra Knight.
A revista da Lady Fantasma chega em breve às comics shops americanas. Aqui no Brasil só quando a Panini quiser e achar que será legal. Enquanto isso fica com o novo visual da moça aí logo abaixo desse blá blá blá todo.

1 comentários :

PRMoSA disse...

A sorte dessas heroínas é que nenhuma tem uma marca de nascença que denuncie sua identidade. E não devem sentir frio tb pq senão...