17 de julho de 2011

BatBand-Aid

O Universo HQ publicou uma matéria do Marcus Ramone sobre licenciamento de produtos que trazem as marcas e imagens de personagens dos quadrinhos e dos desenhos animados. Pois é, a excelente matéria, além de apresentar algumas bizarrices, me fez chegar a conclusão de que utilizar os personagens realmente funciona. Meu filho tem dois anos - e se chama Kal-El - e sempre que apelo para roupas e personagens consigo dobrar a sua vontade.
Pijama do Homem-Aranha, sandália do Superman, verduras e legumes, que eu associo ao Hulk e ao Lanterna Verde, entre outras coisas. Não seria exagero dizer que os super-heróis estão me dando uma mãozinha na criação do Kal-El. Mas nada foi mais engraçado que o Bat-Band-Aid. Os Band-Aids do Batman são uma "mão na roda" aqui em casa. Quando ele se machucou a primeira vez foi complicado fazer o curativo, limpar o arranhão e cobrir. Como fazer? Pois é, consegui depois de apelar para o cinte de utilidades do Batman, e jurei que o Batman tinha uma caixa de Band-Aids dentro de seu cinto de utilidades. Tirei um deles e coloquei no seu braço. Kal-El não só deixou que o seu arranhão fosse limpo como deixou colocar o BatBand-Aid.
O problema é que quando ele se lembra quer colocar o Band-Aid e andar com ele no braço, ou na perna como se fosse um troféu. Mas, tudo bem, esse é o menor dos problemas, afinal, o que seria de mim sem o cinto de utilidades do Batman e seu BatBand-Aid?

2 comentários :

PRMoSA disse...

Sem contar o maior de todos garotos propagandas, que eu me lembre até esse momento, que foi o Popeye. Criado por encomenda de uma cooperativa de plantadores de espinafre. E eu ri muito sobre sua experiência. XD

Anônimo disse...

E o reboot da DC já fez seu primeiro grande estrago.
http://br.omg.yahoo.com/noticias/super-homem-lois-lane-ser%C3%A3o-casal-nova-s%C3%A9rie-140501660.html